Elétrico Opel Ampera-e vence autonomia dos 400 km

Opel bate recorde de autonomia elétrica ultrapassando os 400 Km com o modelo Ampera-e. O automóvel vai ser apresentado a 1 de outubro, em Paris, e deve estar no mercado no início do segundo semestre de 2017.

0
1
Partilhas
Elétrico Opel Ampera-e vence autonomia dos 400 km
Elétrico Opel Ampera-e vence autonomia dos 400 km. Foto: © Opel

A Opel desenvolve o primeiro automóvel elétrico com autonomia superior a 400 quilómetros. O novo modelo Opel Ampera-e rompe, desta forma, com a barreira à expansão da mobilidade elétrica e passa a contribuir para que a opção elétrica seja atrativa.

De acordo com a norma New European Driving Cycle (NEDC), atualmente em vigor para estabelecer comparações entre diferentes veículos elétricos, o Ampera-e consegue atingir distâncias superiores a 400 quilómetros sem recarregar as baterias.

O modelo compacto da Opel Ampera-e é o automóvel elétrico com maior autonomia dentro do seu segmento de mercado. “Na comparação com os concorrentes diretos, verifica-se que o BMW i3, mesmo equipado com o maior conjunto de baterias com 33 kWh de capacidade, cobre apenas 300 km no ciclo NEDC, enquanto o Nissan Leaf consegue 250 km, o Renault Zoe 240 km e o VW e-Golf 190 km”, indica a Opel em nota à imprensa.

Com uma autonomia superior, em pelo menos 25% face às opções existentes no mercado, o novo Opel Ampera-e vai contribuir para uma revolução na mobilidade elétrica.

A autonomia apresentada pela norma NEDC é de natureza técnica pelo que na utilização real em tráfego diário a autonomia vai depender de fatores como as características da estrada, as condições meteorológicas, tipo de condução ou o peso adicional transportado.

No entanto a Opel garante que o Ampera-e consegue “cumprir distâncias superiores a 300 quilómetros sem necessidade de recarregar, mesmo num perfil médio de utilização despreocupada”.

O Opel Ampera-e vai ser revelado em estreia mundial no Salão de Paris, que abre ao público no próximo dia 1 de outubro, mas para comercialização só deverá estar disponível a partir da primavera de 2017.

Karl-Thomas Neumann, Diretor Executivo da Opel, indica que o modelo terá “um preço razoável” e que o “Ampera-e não é um modelo de ‘eco-luxo’, nem um ‘gadget’, nem um puro segundo carro”, mas um carro que vai mostrar que a “mobilidade elétrica pode chegar a mais pessoas graças a tecnologia verdadeiramente inovadora”.

Caraterísticas técnicas

O Ampera-e apresenta diversas caraterísticas que o tornam um veículo para o dia-a-dia, com 4,17 metros de comprimento, um habitáculo para cinco adultos e bagageira de 381 litros. A dimensão da volumetria deve-se à colocação dos dez módulos de baterias sob o piso e à adaptação ao formato do automóvel. Isso significa que não há desperdício de espaço. A bateria, desenvolvida em parceria com a LG Chem, consiste em 288 células de iões de lítio, alcançando uma capacidade de 60 kWh.

O Opel Ampera-e garante um binário máximo de 360 Nm, uma aceleração dos zero aos 50 km/h em apenas 3,2 segundos e recuperação de 80 a 120 km/h em 4,5 segundos (valores preliminares, indicados pela Opel). A velocidade máxima está limitada eletronicamente a 150 km/h, em benefício da autonomia geral. O débito de potência do grupo motopropulsor equivale a 150 kW, ou 204 cv.

Um evoluído sistema de recuperação de energia permite recarregar as baterias em andamento, bastando ao condutor aliviar a pressão no acelerador quando conduz no modo normal ‘Drive’, dado que o sistema regenera a energia que provém do motor elétrico, devido a poder funcionar igualmente como gerador.

A Opel refere que “o efeito de travão do motor aumenta quando é selecionado o modo ‘Low’, incrementando também a capacidade de recuperação de energia. Para maximizar a regeneração, o condutor pode utilizar uma patilha colocada atrás do volante que liga o modo ‘Regen on Demand’ enquanto estiver apertada. O efeito de travão-motor deste modo é tão forte que em muitas situações normais de tráfego o pedal de travão não necessitará de ser carregado para imobilizar o Ampera-e”.

Conectividade

A conetividade digital é atualmente uma caraterísticas que os construtores estão a introduzir nos veículos. No caso do Ampere-e esta “faz parte integrante de um conceito sustentável”, indica a Opel, e acrescenta que o modelo “está equipado com as gerações mais recentes IntelliLink de informação e entretenimento, e o ‘Opel OnStar’ de apoio em viagem e em caso de emergência”.

A Opel, esclarece que “o ‘Opel OnStar’ faculta um potente ‘hotspot’ Wi-Fi que pode ligar até sete dispositivos móveis à Internet (dependendo do mercado). O sistema IntelliLink, compatível com Apple CarPlay e Android Auto permitem a integração de várias funcionalidades dos ‘smartphones’ modernos, incluindo o acesso a ‘streaming’ de música e filmes”.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz