Feira Quinhentista em Sintra de 18 a 21 de julho

Feira Quinhentista, na Praça D. Fernando II, em São Pedro de Sintra, recria um mercado de época, e permite reviver a história do tempo em que D. Manuel I era presença nos Paços de Sintra. Visitas, exposições, animação e mercado de época

0
Feira Quinhentista em Sintra de 18 a 21 de julho
Feira Quinhentista em Sintra de 18 a 21 de julho

Durante quatro dias, de 18 a 21 de julho, decorre na Praça D. Fernando II, em São Pedro de Sintra, mais uma edição da Feira Quinhentista, que recria um mercado de época.

A feira de entrada livre dá a conhecer alguns dos ofícios da época de D. Manuel I, como a tinturaria, a tecelagem e a moagem. Em 1502 estando D. Manuel I nos Paços de Sintra, recebeu a notícia de que a armada de Vasco da Gama estaria a chegar a Lisboa, o Rei decidiu subir à Capela de Nossa Senhora da Pena, no cimo da Serra de Sintra, para daí avistar a referida armada a entrar no Tejo.

A recriação histórica conta com animação permanente num ambiente de festa. A presença de D. Manuel I nos Paços de Sintra, local escolhido pelo monarca para seu descanso pelos bons ares e abundância de caça é o mote para a realização da Feira Quinhentista de Sintra 2019.

Personagens do povo e da nobreza recriam várias situações do quotidiano em interação com o público. A feira possui também quiosques destinados à venda de diversos produtos.

À Feira acorrem embaixadores, pintores, poetas, músicos, escritores, capitães de armada e marinheiros, que se juntam aos vendedores, taberneiros e artífices, dando à vila o movimento próprio de uma cidade.

Atraída pelos pregões dos vendedores, a nobreza vem à feira divertir-se e mostrar como se dança no paço d´el Rei. Vem também o Bobo e Mestre Gil Vicente, figura de destaque nesta corte que não falta a uma boa feira, procurando inspiração para a criação dos seus autos e, quem sabe se não consegue no meio de tanta gente, descobrir novos talentos da arte de representar.

Nestas ocasiões, o povo aproveita para se divertir com os malabaristas ou com os gaiteiros que ali aparecem criando situações de uma certa euforia popular.

Na feira encontra-se também Duarte D´Armas, encarregado de fazer o desenho de todas as fortalezas e castelos do Reino, que fará “visitas guiadas” a Sintra a partir dos seus “3 debuxos das vistas de Cintra”. E não será o único a contar os seus feitos ao público, “Martim Afonso, marinheiro da carreira das Índias” fará o relato da sua viagem a bordo de uma nau da carreira das Índias.

O visitante da feira pode ainda conhecer melhor a arte da falcoaria, que estará representada com uma exposição de aves e demonstração de voo, bem como alguns ofícios tradicionais como a cestaria, a azulejaria, a cerâmica e olaria e a carpintaria.

No sábado às 16h00 é apresentada uma palestra pelo prof. Sérgio Luís de Carvalho: O quarto cavaleiro do Apocalipse: A Peste Negra em Sintra (do séc. XIV ao séc. XVI).

A Feira Quinhentista é organizada pela Câmara Municipal de Sintra, produzida pela Câmara dos Ofícios, e com apoio da União de Freguesias de Sintra.

O Horário da Feira Quinhentista:

Dia 18 e 19 de julho: das 17h00 às 24h00

Dia 20 de julho: das 13h00 às 24h00

Dia 21 de julho: das 13h00 às 23h00

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!