Grande Gala de Ópera por jovens solistas internacionais na Casa da Música

Casa da Música com Grande Gala da Ópera no dia 18 de fevereiro. Jovens solistas internacionais de sete países, talentos apoiados pelas SIAA Foundation, trazem ópera ao Porto sob a direção do Maestro José Maria Moreno, e a colaboração da Orquestra do Atlântico.

0
Grande Gala de Ópera por jovens solistas internacionais na Casa da Música
Grande Gala de Ópera por jovens solistas internacionais na Casa da Música. Foto: DR

Um grande concerto operático, na Casa da Música, no dia 18 de fevereiro, pelas 19h00. Grande Gala de Ópera é protagonizada por um grupo de jovens solistas internacionais, sob a direção do Maestro José Maria Moreno, com a colaboração da Orquestra do Atlântico.

Oito jovens solistas, oriundos da Hungria, Liechtenstein, Lituânia, Eslovénia, África do Sul, Alemanha e Espanha, que integram a SIAA Foundation, vão interpretar excertos de óperas como “Carmen”, “I Puritani”, “Elisir d’Amore”, “Mannon”, “D. Giovanni” ou “Eugene Onegin”, de renomeados compositores como Strauss, Beethoven, Ponchielli, Humperdinck e Verdi.

A Grande Gala de Ópera é desta forma protagonizada por jovens ‘talentos’ cantores de ópera apoiados com bolsas pela SIAA Foundation. Estes jovens atuam nas maiores casas de ópera do mundo, através da promoção e da realização de concertos com reconhecidas orquestras e sob a direção de grandes maestros internacionais.

O concerto, a Grande Gala de Ópera, tem a organização da Associação de Amigos da Orquestra do Norte (AAON) e da LGSP Events by Lufthansa LGSP.

O Maestro José María Moreno, de Espanha, estudou Direção de Orquestra no Conservatório Rimsky Korsakov, em São Petersburgo, foi Diretor Musical e Artístico da Teatre Principal de Palma e é atualmente Diretor Musical da Sinfônica de Quintana Roo (Cancun, México).

José María Moreno já trabalhou com solistas de prestígio, como Plácido Domingo, Roberto Alagna, Joan Pons, Carlos Alvarez, Fiorenza Cedolins, entre outros e dirgiu coros e orquestras – Berliner Symphoniker, Brandenburguer Symphoniker, Augsburger Philarmoniker, Karelian Philharmonic Orchestra, Sinfónica Nacional de Colombia, Sinfónica de la Comunidad de Madrid, Oviedo Filarmonía, Filarmónica de Málaga, Sinfónica de Galicia, Orquestra del Gran Teatre del Liceu, Sinfónica de Barcelona y Nacional de Catalunya, Sinfónica de Valencia, Filarmonia Veneta, entre outros.

Orquestra do Atlântico, criada para a realização, de Ópera é dirigida a partir de uma experiência artística feita no contexto nacional e internacional, através de múltiplas participações em produções standard e de novos compositores. Este background qualifica-a para a abordagem de toda a música sinfónica, do barroco à atualidade, nomeadamente o acompanhamento de concertos solísticos.

Da sua programação da Orquestra do Atlântico prevista para 2017/2018, destaca-se a colaboração com prestigiados solistas internacionais e as produções de Verdi-Otelo, Mozart-Bodas de Fígaro, Rossinni-Barbeiro de Sevilha, Menoti-Telefone, Silveira-O Crepúsculo do Crítico, para as Universidades de Coimbra, Lisboa e Porto. Destaca-se ainda a produção de Ópera para as Escolas e Municípios.

Os bilhetes para a Grande Gala de Ópera estão à venda na bilheteira da Casa da Música e têm um custo de 15 euros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!