Navio ‘Mestre Simão’ encalhado no Açores teve avaliação de situação

Marinha e Atlanticoline estiveram hoje envolvidos em operações de avaliação do navio de passageiros ‘Mestre Simão’ que encalhou ontem no porto da Madalena do Pico, nos Açores. Foram desenvolvidos trabalhos e limpeza e de contenção.

0
Navio ‘Mestre Simão’ da Atlanticoline encalhado no Açores
Navio ‘Mestre Simão’ da Atlanticoline encalhado no Açores. Foto: Marinha

O Navio de passageiros ‘Mestre Simão’, da Atlanticoline, que serve a ligação entre as ilhas Pico, Faial e São Jorge, do grupo central dos Açores, e que ontem de manhã encalhou no interior do porto da Madalena do Pico, foi já visitado por engenheiro especialista da Autoridade Marítima e por engenheiro responsável do armador do navio para uma avaliação geral e verificação de danos.

A Autoridade Marítima indicou que hoje, pelas 14 horas “foram iniciadas operações de mergulho por mergulhadores especializados em salvação marítima, contratados pela empresa Atlanticoline, para verificação subaquática da extensão dos danos no casco e para a realização de ações de contenção do gasóleo que se têm libertado dos tanques de combustível do navio.”

Os mergulhadores procederam ao “tamponado todos os respiradores dos tanques de combustível e lubrificantes para evitar futuras fugas”, tendo os trabalhos sido “acompanhadas de perto por peritos técnicos da seguradora.”

Ao longo do dia pessoal da Autoridade Marítima e pessoal da Porto dos Açores, sob a coordenação do Capitão do Porto da Horta em articulação com responsáveis da ‘Porto dos Açores’ e da empresa Atlanticoline, procedeu a trabalhos de limpeza e contenção, incluindo retirada de resíduos à superfície, utilizando mantas absorventes e reposicionado barreiras de proteção em torno do navio.

A Marinha envolveu nas operações, entre outros meios, o navio patrulha oceânico ‘Viana do Castelo’ que “desembarcou na ilha (do Pico) diverso material proveniente da base logística de Ponta Delgada, destinado a reforçar o material de combate à poluição, em concreto barreiras de contenção, tanques de armazenamento e recuperadores.”

Durante o dia a Policia Marítima entrou a bordo ‘Mestre Simão’ e recuperou diversos bens pertences aos passageiros que se encontravam a bordo, no momento do acidente, e está a proceder à entrega dos mesmos. A bordo seguiam 61 passageiros e 9 tripulantes, numa “altura em que as condições do estado do mar eram adversas.”

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!