Parques de Sintra vence WTA de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”

O World Travel Award de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação” foi, pelo sétimo ano consecutivo, atribuído à empresa Parques de Sintra – Monte da Lua.

0
Parques de Sintra vence WTA de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”
Parques de Sintra vence WTA de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”. Foto: WTA

A Parques de Sintra – Monte da Lua venceu mais este ano nos World Travel Awards (WTA) o prémio de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”. Os WTA voltaram a distinguir com o prémio a eficácia da gestão dos valores patrimoniais que lhe foram confiados à empresa. Uma distinção importante tanto mais que foi, novamente, a única entidade europeia nomeada nesta categoria.

Os World Travel Awards são considerados internacionalmente os “óscares do turismo”, que têm como objetivo reconhecer, premiar e celebrar a excelência em todos os setores do turismo. Os prémios representam uma das distinções mais importantes que as empresas de Conservação do Património podem receber. Um prémio que é reconhecido globalmente e que vem da votação realizada pelo público em geral e por profissionais do Turismo.

Parques de Sintra vence WTA de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”
Parques de Sintra vence WTA de “Melhor Empresa do Mundo em Conservação”. Foto: © PSML, Luis Duarte

Sofia Cruz, Presidente do Conselho de Administração da Parques de Sintra, sublinhou a relevância de mais esta conquista, referindo: “É uma honra recebermos este prémio pelo sétimo ano consecutivo, pois reafirma o reconhecimento internacional da excelência do trabalho que os colaboradores da empresa realizam diariamente, no âmbito da conservação, da recuperação e do restauro dos parques e monumentos sob gestão da Parques de Sintra”.

A responsável da Parques de Sintra acrescentou: “Esta nova distinção constitui um importante estímulo para continuarmos a levar a cabo a nossa missão com o padrão de exigência que nos tem permitido alcançar estes e outros reputados galardões. Por outro lado, motiva-nos a partilhar o know-how que vimos adquirindo, nomeadamente com a comunidade científica, desenvolvendo sinergias que nos permitam alcançar novos conhecimentos e ultrapassar os desafios que a gestão do valioso património que temos a nosso cargo coloca. Esta será uma forte aposta num futuro próximo”.

De entre as ações de conservação e restauro do património atualmente levadas a cabo pela Parques de Sintra, destaca-se o projeto de recuperação do Convento dos Capuchos, que será disponibilizado ao público em 2020. O projeto tem como objetivo a recuperação do conjunto edificado e abrange todos os elementos construídos e decorativos deste monumento. O plano de intervenção contempla, igualmente, a criação de novas valências, com o objetivo de potenciar a experiência da visita.

A Parques de Sintra é uma empresa de capitais exclusivamente públicos que não recorre ao Orçamento de Estado. O património sob sua gestão é mantido, recuperado e colocado à disposição do público com base apenas nas receitas geradas nas suas bilheteiras, cafetarias, lojas e por via do aluguer de espaços. À sua guarda estão: o Parque e Palácio Nacional da Pena; os Palácios Nacionais de Sintra e de Queluz; o Chalet da Condessa d’Edla; o Castelo dos Mouros; o Palácio e Jardins de Monserrate; o Convento dos Capuchos e a Escola Portuguesa de Arte Equestre. Em 2019, estes monumentos e parques já receberam mais de 3 milhões de visitas.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!