Santuário de Fátima com folheto inclusivo para visita do Papa

Santuário de Fátima disponibiliza folheto inclusivo durante a visita do Papa. A iniciativa resulta de uma parceria entre o Santuário e o Instituto Politécnico de Leiria, e destina-se a peregrinos com necessidades especiais.

0
1
Partilhas
Guião em Braille 'Itinerário Jubilar'
Guião em Braille 'Itinerário Jubilar'

O Santuário de Fátima é o primeiro santuário do mundo a contar com um guião/folheto multiformato impresso, destinado a peregrinos cegos, com incapacidade intelectual e com baixa literacia.

A iniciativa resulta de uma parceria entre o Santuário de Fátima e o Centro de Recursos para a Inclusão Digital do Instituto Politécnico de Leiria (CRID/IPLeiria). Um projeto que é modelo internacional de boas-práticas na área da inclusão.

O guião/folheto inclusivo, ‘Itinerário Jubilar’, estará disponível nas comemorações do Centenário das Aparições de Fátima, com duas versões: braille com imagens em relevo, que pode ser lido por pessoas cegas, e em sistema pictográfico para a comunicação (pictogramas), para pessoas com incapacidade intelectual e baixa literacia.

Célia Sousa, coordenadora do CRID/IPLeiria, referiu, citada em comunicado, que o Centro de Recursos para a Inclusão Digital propôs “ao Santuário criar os guiões inclusivos para assinalar esta data incontornável na história da região e do país”, e ”a proposta foi muito bem acolhida, e Fátima é assim o primeiro santuário verdadeiramente inclusivo do mundo”.

A coordenadora do Centro lembrou que “o CRID existe para trabalhar em prol de uma sociedade mais igualitária e inclusiva, e neste evento espiritual e religioso que leva a Fátima milhões de pessoas de todo o mundo, fazia todo o sentido torná-lo num momento acessível a todos.”

Para Pedro Valinho Gomes, diretor do Serviço de Peregrinos, a proposta que agora é apresentada, “e que resulta da parceria com um centro de excelência como o CRID, vem permitir que, em ano de centenário, o Santuário seja cada vez mais reflexo desse colo maternal onde há lugar para todos”.

A parceria entre o Santuário e o IPLeiria foi para o diretor do Serviço de Peregrinos “natural” dada a proximidade, e as relações de longa data entre as duas entidades e “o expertise do CRID, único a nível nacional”.

“O acolhimento é palavra-chave na missão do Santuário de Fátima. Sabemos que aqueles que acorrem a Fátima fazem-no com a certeza de que encontram neste lugar uma expressão do colo maternal de Maria. Por isso, o Santuário tem procurado ter uma resposta inclusiva que lhe permita chegar a todos os peregrinos, particularmente àqueles que têm alguma dificuldade no acesso à mensagem e ao espaço do Santuário”, referiu, citado em comunicado, Pedro Valinho Gomes.

Para além do folheto inclusivo “as missas do Centenário, à semelhança do que acontece há três anos com a missa dominical das 15h00 na Basílica da Santíssima Trindade, serão também inclusivas”. Neste caso as missas vão ter um intérprete de língua gestual Portuguesa, um investigador da Unidade de Investigação Inclusão e Acessibilidade em Ação (iACT) do Instituto Politécnico de Leiria.

O Santuário de Fátima tem vindo a desenvolver várias iniciativas no âmbito da inclusão de pessoas com mobilidade reduzida, deficiências auditiva e visual, e o novo projeto insere-se não só numa continuidade mas também no reforço de incluir todas as pessoas.

O CRID/IPLeiria é responsável pela criação da primeira biblioteca braille do país, tendo também editado e coeditado livros infantis inclusivos de forma a suprir a falta de oferta de livros para crianças, com necessidades especiais em Portugal. Destaca-se ‘Piu Caganita’, que foi o primeiro livro multiformato impresso do país, apto à leitura de todas as crianças: cegas, surdas, com incapacidade intelectual, e claro, sem deficiência.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz