União Europeia envia meios aéreos de combate a incêndios para Portugal

Comissão Europeia respondeu de imediato ao pedido de assistência de Portugal para combater os incêndios florestais que têm afetado o país, em especial na zona de Pedrógão Grande, com envio de meios aéreos de combate a incêndios.

0
1
Partilhas
Aviões canadair de combate a incêndios
Aviões canadair de combate a incêndios. Foto: Rosa Pinto

O Presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, e o Comissário para a ajuda humanitária e de gestão de crises, Christos Stylianides, reagiram de imediato ao pedido do Governo português e colocaram à disposição os meios de prontidão da União Europeia (UE), e expressaram condolências a todos os afetados pela tragédia de Pedrógão Grande, em que perderam a vida 62 pessoas e mais de 135 foram encontram-se feridas, algumas em estado grave, devido aos incêndios.

Portugal ativou o mecanismo de Proteção Civil, solicitando aeronaves de combate a incêndios. Mais tarde, Portugal solicitou também assistência para envio de bombeiros.

A Comissão Europeia, através do seu centro de coordenação de resposta de emergência (ERCC, da sigla em inglês), tem estado em contacto constante com os Estados-Membros da União Europeia para canalizar o apoio através do mecanismo de Proteção Civil da UE.

No âmbito do mecanismo de Proteção Civil um oficial de ligação do ERCC chegou hoje, 19 de Junho, a Portugal para ajudar na coordenação das propostas de assistência.

Em comunicado a Comissão Europeia indica que “está em contacto permanente e age em coordenação com as autoridades portuguesas”. Christos Stylianides expressou pelo telefone à Ministra da Administração Interna, Constança Urbano de Sousa, “a solidariedade da Comissão Europeia para com os Portugueses e com o Governo de Portugal”, e referiu-lhe que para “além do apoio imediato já mobilizado”, estava em caminho mais assistência.

O Comissário europeu declarou: “Portugal não está sozinho nesta altura difícil. A Europa representa a solidariedade concreta e por isso agimos rapidamente para enviar apoio, desde as primeiras horas. Além das três aeronaves francesas enviadas, agradeço a Itália e a Espanha que também ofereceram quatro aviões adicionais através do mecanismo de Proteção Civil da União Europeia.”

Christos Stylianides, referiu que espera que os meios aéreos possam “ajudar os bombeiros portugueses, verdadeiros heróis, que estão no terreno a arriscar as suas vidas para manter o fogo sob controlo e proteger as populações”, e neste sentido é feito um apelo “à participação de outros países europeus na assistência aos bombeiros de Portugal”.

A Comissão Europeia, através do seu centro de coordenação de resposta de emergência (ERCC), tem estado em contacto constante com os Estados-membros da União Europeia para canalizar o apoio através do mecanismo de Proteção Civil da UE.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz