Web Summit espera 50 mil participantes

Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, apresenta-se confiante com o sucesso do evento em Lisboa, onde já está também a recrutar colaboradores. O Web Summit 2016 vai ter mais oradores e mais conferências que nas versões anteriores.

0
1
Partilhas
Web Summit espera 50 mil participantes
Web Summit espera 50 mil participantes. Foto: © TV Europa

A cerca de 6 semanas do início do maior evento mundial dedicado às tecnologias, Paddy Cosgrave, CEO do Web Summit, aguarda a chegada a Lisboa de 50 mil participantes de cerca de 100 países, incluindo representantes de 20 mil empresas, 7 mil CEO e 2 mil jornalistas internacionais.

Para Paddy Cosgrave, o número de participantes pode ainda crescer, “pois quanto mais pessoas de uma determinada indústria houver dentro da sala, mais interessante será”. O responsável pelo Web Summit, refere, como exemplo, que se houver muitos interessados no futuro do futebol, e se estiverem na sala pessoas que gerem os grandes clubes da Europa, as maiores marcas do mundo, algumas empresas de tecnologia na área do futebol e alguns broadcasters, “então nunca haverá demasiadas pessoas na sala, simplesmente haverá mais pessoas a conhecer”.

Alguns dos oradores portugueses no Web Summit têm vindo a ser anunciados, predominando nomes ligados ao desporto, como é o caso do treinador de futebol José Mourinho ou o ex jogador Luís Figo, mas Paddy Cosgrave rejeita a ideia que só vão estar oradores portugueses ligados ao desporto, e refere que “um dos primeiros oradores a aparecer na lista é o português José Neves da Farfetch”.

O CEO do Web Summit não confirma se convidou o jogador da seleção nacional, Cristiano Ronaldo, no entanto afirma que “se ele quiser vir, com certeza será bem-vindo”. Uma das conferências que faz parte da lista é dedicada ao deporto e “com muitos oradores da área”, mas lembra que “ainda há muitos outros a anunciar”.

“Nós não somos conhecidos pelo desporto, por isso quisemos anunciar primeiro as grandes figuras do desporto”, disse Paddy Cosgrave, e acrescentou que o Web Summit quer também ser falado “pelo desporto, porque estão para vir ainda muitos oradores da área”.

No Web Summit 2016 vai haver mais oradores que nas edições anteriores, indicou Paddy Cosgrave, e que um dos temas de particular interesse vão ser os carros. “A Uber acaba de lançar carros sem condutor em Pittsburg, e isso é mérito do Presidente da Câmara de Pittsburg. Ele próprio virá falar da experiência até ao momento”. Mas “virão muitos Presidentes de Câmara de todo o mundo” para falar “sobre o futuro dos transportes nas suas cidades”.

Para o responsável pelo evento o tema dos carros é muito interessante, mas indica que “para outras pessoas será o marketing, ou a inteligência artificial, ou os foguetões e o espaço, mas seja o que for” que mais gostem “encontrarão no Web Summit”.

Com 50 mil pessoas e mais de 100 mil dispositivos conectados à rede Wifi, têm sido levantadas algumas questões sobre a disponibilidade, em tempo útil, da infraestrutura para dar resposta a todas as necessidades no Web Summit, mas Paddy Cosgrave esclarece que “a Cisco está a fazer um trabalho incrível, as entidades estão a trabalhar intensamente para que tudo funcione”.

De entre as novidades do evento de 2016, em Lisboa, destaca-se também uma nova aplicação Web, a ser lançada em outubro, que permitirá “falar com outros participantes e falar em grupo com outras pessoas”, isto é, “tornar melhor a experiência de assistir a uma conferência”.

Para Paddy Cosgrave as condições encontradas em Lisboa são propícias à expansão do Web Summit e para isso vai recrutar em Portugal pelo menos 12 colaboradores, e indica que já encontraram “algumas pessoas incríveis” que contrataram e “que estão em Dublin, neste momento”, mas se vierem a encontrar “engenheiros talentosos e designers”, afirma: “Temos de os contratar”.

Deixe um comentário

Seja o primeiro a comentar!

wpDiscuz