Comissão Europeia faz contrato com a CureVac para vacinas COVID-19

Contrato entre a Comissão Europeia e a farmacêutica CureVac prevê a aquisição inicial de 225 milhões de doses da vacina contra a COVID-19. Com este novo contrato a União Europeia garantiu pelo menos 1.200 milhões de doses de vacinas para a fase inicial de vacinação.

0
Comissão Europeia faz contrato com a CureVac para vacinas COVID-19
Comissão Europeia faz contrato com a CureVac para vacinas COVID-19

A Comissão Europeia aprovou hoje um contrato com a empresa farmacêutica europeia CureVac para um possível fornecimento de uma vacina contra a COVID-19. O contrato prevê a aquisição inicial de 225 milhões de doses, bem como a opção de requerer 180 milhões de doses suplementares, uma vez comprovada a segurança e a eficácia da vacina contra a COVID-19.

O contrato com a CureVac alarga a já ampla carteira de vacinas em que a produção é feita na Europa e que inclui os contratos já assinados com a AstraZeneca, Sanofi-GSK, Janssen Pharmaceutica NV e BioNtech-Pfizer, e as negociações exploratórias concluídas com êxito com a Moderna.

Com a carteira diversificada de vacinas contratualizadas a Europa está bem preparada para a vacinação contra a COVID-19, logo que seja comprovada a segurança e a eficácia das vacinas. Os Estados-Membros podem, no entanto, decidir doar a vacina a países com rendimentos baixos e médios ou redirecioná-la para outros países europeus.

A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, referiu: “A Comissão garantiu pelo menos 1.200 milhões de doses, cumprindo assim o seu compromisso de assegurar um acesso equitativo a vacinas seguras, eficazes e a preços acessíveis, não só para os cidadãos da UE, mas também para as pessoas mais pobres e vulneráveis do mundo. A maioria destas vacinas candidatas está numa fase avançada de ensaios clínicos, esperando-se que a autorização venha confirmar estes resultados positivos. As vacinas serão então rapidamente disponibilizadas para nos ajudar a vencer a pandemia.”

Stella Kyriakides, comissária da Saúde e Segurança dos Alimentos, acrescentou: “Com cada vez mais doentes de COVID-19 em toda a UE, uma vacina segura e eficaz é mais crucial do que nunca para ultrapassarmos a pandemia. Com este quinto acordo prévio de compra de vacinas, estamos a expandir as possibilidades de os cidadãos da UE e as nossas economias regressarem rapidamente à normalidade. Trata-se de mais um marco na estratégia da UE em matéria de vacinas e de um testemunho dos benefícios de trabalharmos em conjunto no âmbito de uma verdadeira União Europeia da Saúde.”

A CureVac, uma empresa europeia sediada na Alemanha, assinou, em 6 de julho, um acordo de empréstimo de 75 milhões de euros com o Banco Europeu de Investimento, relativo ao desenvolvimento e à produção em grande escala de vacinas, incluindo a vacina candidata contra a COVID-19 desenvolvida pela CureVac.

A CureVac é pioneira no desenvolvimento de uma classe de vacinas totalmente nova com base no RNA mensageiro (mRNA) transportado para as células por nanopartículas lipídicas. A plataforma de vacinas tem sido desenvolvida ao longo da última década. O princípio básico consiste em utilizar esta molécula como um suporte de informações, com a ajuda das quais o corpo humano pode produzir as suas próprias substâncias ativas para combater várias doenças.

A Comissão decidiu apoiar esta vacina com base numa avaliação científica sólida, na tecnologia utilizada, na experiência da empresa em matéria de desenvolvimento de vacinas e na sua capacidade de produção para abastecer toda a UE.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!