Imagens de TC torácica de crianças com COVID-19 são frequentemente negativas

Maioria das imagens de tomografia computorizada torácica entre pacientes pediátricos dos 10 meses aos 18 anos com COVID-19 apresentou descobertas negativas. As positivas mostram opacidades em vidro fosco bilaterais e predominantes no lobo inferior do pulmão

0
Imagens de TC torácica de crianças com COVID-19 são frequentemente negativas
Imagens de TC torácica de crianças com COVID-19 são frequentemente negativas

Uma investigação publicada na American Journal of Roentgenology (AJR) revelou uma alta frequência de descobertas negativas na tomografia computadorizada (TC) de tórax entre pacientes pediátricos com COVID-19 confirmada em laboratório, e sugere também que Opacidades em Vidro Fosco (OVF) bilaterais e predominantes no lobo inferior são comuns no subconjunto de pacientes com descobertas tomográficas positivas.

Sharon Steinberger, da Escola de Medicina Icahn no Monte Sinai, e autor do estudo referiu: “esta série de casos é a maior série até o momento que descreve as descobertas de imagem de pacientes pediátricos com COVID-19”.

Imagem: A e B, a TC de tórax sem melhoras mostra Opacidades em Vidro Fosco mínimos (lóbulos superiores direito e esquerdo) (setas) e sem consolidação. Apenas dois lobos foram afetados, e os achados da TC receberam escore de gravidade de 2. © American Journal of Roentgenology (AJR)
Imagem: A e B, a TC de tórax sem melhoras mostra Opacidades em Vidro Fosco mínimos (lóbulos superiores direito e esquerdo) (setas) e sem consolidação. Apenas dois lobos foram afetados, e os achados da TC receberam escore de gravidade de 2. © American Journal of Roentgenology (AJR)

Analisando as descobertas da tomografia computadorizada e os sintomas clínicos de 30 pacientes pediátricos, com idade entre 10 meses e 18 anos, que deram positivo a COVID-19 em seis centros na China, de 23 de janeiro até 8 de fevereiro de 2020, Sharon Steinberger e os colegas investigadores envolvidos no estudo observaram caracterizaram e pontuaram a extensão do envolvimento pulmonar.

“As descobertas da TC foram frequentemente negativas – em 77%”, concluíram os cientistas e acrescentaram que as descobertas tomográficas positivas observados em crianças incluem OVF com distribuição pulmonar periférica, padrão não uniforme, bem como os sinais de halo e halo invertido.

Consistente com a sintomatologia relatada em crianças, os autores do estudo da AJR também observaram uma correlação entre o aumento da idade e o aumento da gravidade das descobertas.

Questionando ainda mais a utilidade da TC no diagnóstico e tratamento de COVID-19 em crianças, 11 de 30 pacientes, ou seja, 37% foram submetidos a TC de tórax de acompanhamento e verificaram que 10 de 11 exames, ou seja, em 91% não houve alterações.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!