Mais quatro projetos inovadores portugueses recebem apoio da Comissão Europeia

LOQR, da empresa Loqr, de Braga, ClarifyLupus, da Clarify Analytical, de Évora, SpartWISE, da Spartax Chemicals, de Odivelas, e VECTRACK, que envolve o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, vão ter apoio da Comissão Europeia.

0
Mais quatro projetos inovadores portugueses recebem apoio da Comissão Europeia
Mais quatro projetos inovadores portugueses recebem apoio da Comissão Europeia. Carlos Moedas, Comissário Europeu. Foto: DR

A Comissão Europeia anunciou hoje a lista de projetos que foram selecionados ao abrigo do projeto-piloto do Conselho Europeu de Inovação (CEI) para receber apoio no âmbito do Instrumento PME. O número de projetos a apoiar é de 283, e destes quatro são em Portugal.

Carlos Moedas, Comissário europeu da Investigação, Ciência e Inovação, responsável pelo programa Horizonte 2020 que financia o Instrumento PME, referiu: “Apoiar a inovação disruptiva e, através dela, o crescimento económico e a criação de novos produtos e serviços e consequentemente novos postos de trabalho é o foco do Conselho Europeu de Inovação (CEI).”

O Comissário acrescentou: “Até hoje, já apoiámos, no CEI, 1276 projetos, financiados em mais de 730 milhões de euros. Este é um apoio muito importante para os europeus que continuam a apostar na inovação. E os quatro projetos portugueses agora premiados em Portugal são provas de que, quando apostam na inovação, os portugueses conseguem ser exemplos de excelência neste domínio.”

Projetos portugueses selecionados para apoio são:

LOQR, da empresa Loqr, de Braga, que desenvolveu um sistema seguro de identificação digital, para apoio de fase 1 do Instrumento PME, com 50 mil euros;

ClarifyLupus, da Clarify Analytical, de Évora, que desenvolveu um teste que permite diagnosticar a doença do lúpus numa fase inicial, para apoio de fase 1 do Instrumento PME, com 50 mil euros;

SpartWISE, da empresa Spartax Chemicals, de Ramada, Odivelas, que desenvolveu uma produção em larga escala de esparteína, para apoio de fase 1 do Instrumento PME, com 50 mil euros;

VECTRACK, que tem como parceiro o Instituto Nacional de Saúde Dr. Ricardo Jorge, que desenvolveu um sistema de observação terrestre de doenças vetoriais, para apoio de Processo Acelerado para a Inovação, com 1,5 milhões de euros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!