Mortes por Coronavírus de Wuhan continuam a aumentar

Coronavírus 2019-nCoV continua a propagar-se sobretudo na China, com 2741 pessoas infetadas, 80 mortes e 5794 pessoas suspeitas de estarem infetadas. O vírus pode estar a ser transmitido de pessoa para pessoa antes do transmissor apresentar sinais de estar infetado.

0
Mortes por Coronavírus de Wuhan continuam a aumentar
Mortes por Coronavírus de Wuhan continuam a aumentar

A Organização Mundial da Saúde (OMS) indicou que estão confirmadas, em todo o mundo, 2798 pessoas infetadas pelo coronavírus 2019-nCoV, sendo 2741 na China e que há 5794 casos suspeitos, bem como há 461 casos grave, e que já ocorreram 80 mortes devido a infeção por 2019-nCoV.

Fora da China estão confirmadas 37 pessoas infetadas em 11 países, indicou também a OMS. A China é tem a classificação muito alto risco de infeção e globalmente a classificação é de alto risco.

Em face da evolução da situação o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, outros elementos da OMS, já se encontram em Pequim para uma reunião com os especialistas de saúde e do Governo para apoiarem a resposta que está em curso na China, e para analisar os últimos desenvolvimentos da resposta à contingência da propagação do coronavírus.

A OMS indicou que “as estimativas atuais do período de incubação do vírus variam de 2 a 10 dias, e que as estimativas serão refinadas à medida que houver mais dados disponíveis”.

Para a OMS compreender o momento em que os pacientes infetados podem transmitir o vírus a outras pessoas é fundamental para os esforços de controlo. Por isso são necessárias mais informações epidemiológicas detalhadas de mais pessoas infetadas para determinar o período infecioso do 2019-nCoV, em particular se a transmissão pode ocorrer de indivíduos assintomáticos ou durante o período de incubação.

A OMS indicou que está monitorar continuamente os desenvolvimentos e que espera reunir novamente o Comité de Emergência num prazo muito curto, face às necessidades.

A OMS esclareceu que:

Entre os 37 casos identificados fora da China, três foram detetados sem o aparecimento dos sintomas, enquanto entre os 34 pacientes há informações sobre a data do sintoma para 28 indivíduos.

A idade média dos casos detetados fora da China é de 45 anos, variando de 2 a 74 anos, 71% dos casos eram do sexo masculino (falta informação sobre a idade para 6 casos e sobre sexo em 4 casos). Dos 27 casos para os quais temos informações detalhadas sobre a data de início dos sintomas e a data de viagem da China, 8 casos tiveram início de sintomas na China, 5 ocorreram no mesmo dia da viagem e 14 desenvolveram sintomas após deixar a China.

36 casos tinham histórico de viagens à China, dos quais 34 tinham histórico de viagens na cidade de Wuhan, ou tinham uma ligação epidemiológica a um caso confirmado com histórico de viagens a Wuhan. Para os dois restantes, as investigações nos históricos de viagens estão em curso. Um caso adicional foi o resultado da transmissão de humano para humano entre contatos próximos da família no Vietname.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!