Número de mortes nas estradas em Portugal continua acima da média da União Europeia

As estradas europeias estão mais seguras, mas os progressos continuam lentos. Em 2019 morreram de acidentes rodoviários nas estradas europeias 51 pessoas por cada milhão de habitantes, Em Portugal foram 61 pessoas por milhão.

0
Número de mortes nas estradas em Portugal continua acima da média da União Europeia
Número de mortes nas estradas em Portugal continua acima da média da União Europeia. Foto: © Rosa Pinto

Dados da Comissão Europeia indicam que, em 2019, perderam a vida em acidentes rodoviários nas estradas da União Europeia cerca de 22 800 pessoas, o que representa quase menos 7 000 vítimas mortais do que em 2010, ou seja, uma diminuição de 23 %. Em comparação com 2018, este número diminuiu 2 %.

Em termos de média por cada milhão de habitantes o número foi de 51 vítimas mortais em toda a União Europa continua a ser, de longe, a região mais segura do mundo em termos de segurança rodoviária. Em Portugal o número de vítimas mortais foi de 61 pessoas.

Adina Vălean, comissária dos Transportes, declarou: “Estradas europeias sem mortes e sem feridos graves até 2050. É este o nosso objetivo. Pretendemos reduzir para metade o número de vítimas mortais e de feridos graves até 2030, e acreditamos que o nosso objetivo pode ser alcançado”.

A Comissária acrescentou: “Mas nos últimos anos os números estagnaram. Além disso, as disparidades entre os países continuam a ser acentuadas. Só graças a uma combinação de medidas legislativas, financiamento adequado, normas relativas a veículos e infraestruturas, digitalização e intercâmbio de boas práticas poderemos alcançar o nosso objetivo.”

Em 2019, oito Estados-Membros registaram os mais baixos números desde sempre de vítimas mortais: a Croácia, a Finlândia, a França, a Alemanha, a Grécia, a Letónia, o Luxemburgo e a Suécia. Uma evolução que não foi acompanhada na maioria dos países.

As estradas mais seguras foram as da Suécia, com 22 vítimas mortais por milhão de habitantes e da Irlanda com 29, enquanto a Roménia o número foi de 96 por milhão, a Bulgária de 89 e a Polónia de 77 registaram as taxas de mortalidade mais elevadas em 2019.

Alguns países realizaram progressos consideráveis: A Grécia, a Espanha, Portugal, a Irlanda, os três países bálticos (a Letónia, a Lituânia e a Estónia) e a Croácia registaram reduções superiores à média (entre 30 e 40 %) no número de vítimas mortais em acidentes rodoviários.

Número de vítimas mortais em acidentes rodoviários por milhão de habitantes – dados preliminares relativos a 2019

Número de vítimas mortais em acidentes rodoviários por milhão de habitantes – dados preliminares relativos a 2019
Número de vítimas mortais em acidentes rodoviários por milhão de habitantes – dados preliminares relativos a 2019

 

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!