Produtos de farinhas refinadas aumentam o risco de ataque cardíaco e morte

Estudo de investigação mostrou que o consumo de produtos de grãos refinados, como croissants e pão branco, aumenta o risco de doença cardiovascular grave, acidente vascular e de morte.

0
Produtos de farinhas refinadas aumentam o risco de ataque cardíaco e morte
Produtos de farinhas refinadas aumentam o risco de ataque cardíaco e morte. Foto: © Rosa Pinto

Um novo estudo de investigação descobriu que consumir um grande número produtos de farinhas refinadas de grãos, como croissants e pão branco, está associado a um risco acrescido de doenças cardiovasculares graves, acidente vascular e morte.

O estudo, já foi publicado no The British Medical Journal, incluiu entre outros investigadores, Scott Lear, da Universidade de Simon Fraser, no Canadá.

Os investigadores, através do estudo Prospective Urban Rural Epidemiology, têm examinado dietas de diversas populações em todo o mundo, em países de baixo, médio e alto rendimento.

Ao longo de 16 anos foram analisados 137.130 participantes, em 21 países, incluindo o Canadá, e os investigadores descobriram que a ingestão de grãos refinados e de açúcares aumentaram muito ao longo dos anos.

Os grãos foram categorizados em três grupos: grãos refinados, grãos inteiros e arroz branco. Os grãos refinados incluem produtos feitos com farinha refinada, incluindo pão branco, massas, cereais usados ao pequeno-almoço, biscoitos e diversos outros produtos. Os grãos inteiros incluem farinhas e grãos inteiros.

O estudo descobriu que comer mais de sete porções de grãos refinados por dia estava associado a um risco 27% maior de morte precoce, risco 33% maior de doença cardíaca e risco 47% maior de acidente vascular. No entanto não foi encontrado nenhum efeito adverso significativo para a saúde com o consumo de grãos inteiros ou de arroz branco.

Para Scott Lear este estudo reafirma que “uma dieta saudável inclui a limitação de alimentos excessivamente processados ​​e refinados”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!