Coronavírus: Ponte aérea humanitária União Europeia – Afeganistão

Com destinado a parceiros humanitários que operam no Afeganistão, e que são financiados pela União Europeia, parte hoje de Maastricht, nos Países Baixos, para Cabul, um avião com 100 toneladas de material salva-vidas para combate ao coronavírus.

0
Coronavírus: Ponte aérea humanitária União Europeia - Afeganistão
Coronavírus: Ponte aérea humanitária União Europeia - Afeganistão. Foto: © Rosa Pinto

A União Europeia (UE) estabelece voo de ajuda humanitária ao Afeganistão, no âmbito da sua resposta mundial ao coronavírus. O transporte aéreo parte hoje, 15 de junho, de Maastricht, nos Países Baixos, para Cabul, com 100 toneladas de material salva-vidas.

O voo é totalmente financiado pela UE e faz parte dos voos de pontes aéreas em curso para zonas críticas do mundo, e vem também reforçar o pacote de ajuda de 39 milhões de euros que está a feita de resposta ao coronavírus, e de ajuda às vítimas de guerra, de deslocações forçadas e de catástrofes naturais no Afeganistão.

Janez Lenarčič, Comissário da Gestão de Crises, referiu: “Neste momento difícil, a UE continua a estar ao lado dos mais vulneráveis no Afeganistão. A pandemia de coronavírus coloca enormes desafios logísticos à comunidade humanitária, embora as necessidades se mantenham elevadas nas zonas críticas. Com esta ponte aérea, a UE está a prestar uma assistência vital, como alimentos, água e abrigo, a fim de garantir que a ajuda chega ao maior número de pessoas possível e de contribuir para apoiar o povo do Afeganistão.”

Os projetos humanitários da UE no Afeganistão centram-se na prestação de cuidados de saúde de emergência, abrigo, assistência alimentar, acesso a água potável e a instalações sanitárias, bem como vários serviços de proteção para apoiar mulheres e crianças.

Desde 2019, a UE já atribuiu quase 100 milhões de euros de ajuda humanitária para assegurar uma assistência essencial de ajuda de emergência aos mais vulneráveis, e através do Mecanismo de Resposta de Emergência financiado pela UE está a ser levada ajuda às pessoas recentemente deslocadas no Afeganistão. Este Mecanismo alcançou em 2019 e 2020 cerca de 400 000 pessoas em todas as províncias, mediante a concessão de auxílios como água potável e acesso a serviços de saneamento.

A Comissão Europeia lembrou que a insegurança e os conflitos em curso continuam a causar sofrimento e deslocações de pessoas em grande escala em todo o Afeganistão e que mais de 3,5 milhões de pessoas carecem de serviços de saúde essenciais.

A UE tem vindo a financiar operações humanitárias no Afeganistão desde 1992, e até agora já disponibilizou cerca de 935 milhões de euros.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!