COVID-19: Qual é o melhor tecido para mascaras faciais?

Investigação conclui que tecidos de uso doméstico, como lenços, camisas, fronhas de almofadas e filtros de ar apresentam diferenças ao impedir a propagação do novo coronavírus. O tecido dos filtros domésticos é melhor que os dos lenços e camisas.

0
COVID-19: Qual é o melhor tecido para mascaras faciais?
COVID-19: Qual é o melhor tecido para mascaras faciais?

Recentes investigações concluíram que o novo coronavírus pode sobreviver em aerossóis no ar durante algumas horas, para além de se propagar por gotículas respiratórias emitidas pela tosse ou espirro de uma pessoa infetada.

Yang Wang, professor de engenharia ambiental da Missouri S&T, EUA, que estuda como as partículas finas, como aerossóis, são transmitidas, indicou que os lenços podem bloquear suficientemente bem os aerossóis. O investigador testou uma variedade de materiais domésticos, incluindo: lenços, camisas, fronhas de almofadas e filtros de ar, para verificar os que melhor impediam a propagação de aerossóis.

O investigador utilizou um calibrador de partículas para medir o tamanho e a concentração das partículas e testou vários tecidos e materiais e comparou a “eficiência da filtragem” de várias camadas de cada um dos materiais com diferentes tamanhos de partículas de aerossol, variando de alguns nanómetros té mais de 400 nanómetros.

O investigador verificou que as camadas de lenços e lenços de cabeça não conseguiram filtrar os aerossóis. O tecido da fronha de almofada foi um pouco melhor, dependendo da contagem de linhas. Uma fronha de 600 contagens filtra melhor do que uma de 400 contagens, concluiu Yang Wang.

Mas o melhor material para bloquear aerossol testado pelo investigador é o dos filtros de ar domésticos disponíveis no mercado. Os filtros de ar de várias camadas funcionam quase tão bem como a máscara médica n95 ou FFP2 para bloquear aerossóis, especialmente pequenas partículas.

À medida que mais camadas de materiais de filtro são empilhadas há uma mudança no fluxo de ar através dos materiais, ou aumenta a “queda de pressão”. Esse aumento da queda de pressão pode dificultar a respiração. Por isso o investigador e a sua equipa estão a procurar uma combinação de materiais que produza a maior eficiência de filtragem, mas a menor queda de pressão.

“Há muitos tipos diferentes de tecido” a serem considerados na investigação”, indicou o investigador, e acrescentou: “Mesmo para camisas, existem diferentes tipos de materiais. Planeamos analisar diferentes tipos de fronhas, lençóis e outros tecidos com diferentes contagens de linhas”.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!