Maria da Graça Carvalho é a nova presidente do Instituto Francisco Sá Carneiro

Maria da Graça Carvalho acaba de ser eleita para presidir ao Instituto Francisco Sá Carneiro. A nova presidente pretende “formar quadros políticos para o futuro do partido e do país, especialmente jovens”.

0
Maria da Graça Carvalho é a nova presidente do Instituto Francisco Sá Carneiro
Maria da Graça Carvalho é a nova presidente do Instituto Francisco Sá Carneiro. Foto: DR

A eurodeputada do PSD, Maria da Graça Carvalho, foi hoje, 2 de julho, eleita para presidir ao Conselho de Administração do Instituto Francisco Sá Carneiro. Uma associação de reflexão política com forte ligação à Social Democracia e ao Fundador do partido político PPD/PSD.

Maria da Graça Carvalho referiu que recebe esta eleição “com orgulho e responsabilidade, por poder suceder a um conjunto de figuras de referência da Social Democracia” que lideraram a instituição, e dedicou as primeiras palavras ao executivo cessante, liderado pelo engenheiro Luís Alves Monteiro, ao qual agradeceu o esforço feito na reorganização da instituição.

“Graças a essa equipa, o Instituto ultrapassou as crónicas insuficiências de recursos financeiros com as quais se debatia, passando a dispor de melhores condições para cumprir as missões estatutariamente definidas. E estas são vastas e ambiciosas”, acrescentou a eurodeputada.

Para a presidente eleita “o Instituto Sá Carneiro deve ser um produtor de ideias para Portugal, identificando problemas e propondo soluções. Deve assegurar-se de que essas propostas são publicadas e devidamente comunicadas. Deve, em permanência, preservar e divulgar o legado e memória da personalidade que lhe deu o nome. E deve ainda formar quadros políticos para o futuro do partido e do país, especialmente jovens”.

Para o primeiro ano de mandato, Graça Carvalho revelou que estão em preparação várias novidades, entre as quais “a criação do Prémio Francisco Sá Carneiro, para distinguir jovens investigadores na área da Ciência Politica, a criação de uma Bolsa de Empreendedorismo, em parceria com entidades do setor privado, e um conjunto importante de iniciativas relacionadas com a efeméride dos 40 anos da morte de Sá Carneiro”.

Alem disso, acrescentou: “Será dada continuidade a um conjunto muito alargado de tradições do Instituto cujo sucesso está comprovado”, desde a Universidade de Verão e iniciativas análogas a eventos abertos à sociedade civil em geral.

Ainda sobre os planos para a instituição, a nova presidente referiu pretender “dar-lhe uma grande componente internacional, mas também uma atenção redobrada às componentes local e regional”.

Maria da Graça Carvalho foi Ministra da Ciência e Ensino Superior, no Governo liderado por José Manuel Durão Barroso, e Ministra da Ciência, Inovação e Ensino Superior, no executivo de Santana Lopes. É professora catedrática do Instituto Superior Técnico e tem 30 anos de experiência nas áreas da energia, alterações climáticas e política de ciência, tecnologia e inovação. Foi membro do Conselho de Diretivo e Presidente do Conselho Científico do Instituto Superior Técnico, além de ter sido membro do Conselho Nacional de Educação e do Conselho Nacional de Meio Ambiente e Desenvolvimento Sustentável. Integrou a Comissão Política Nacional de Rui Rio e está presente no Conselho Estratégico Nacional do PSD, coordenando as áreas do Ensino Superior, Ciência, Tecnologia e Cultura.

Em Bruxelas foi membro da unidade de mecanismo de aconselhamento científico da Direcção-Geral da Ciência e Inovação da Comissão Europeia e conselheira principal do presidente da Comissão, para as áreas da Ciência, Ensino Superior, Inovação, Energia, Meio Ambiente e Alterações Climáticas. Mais recentemente foi também conselheira principal do Comissário Europeu com o pelouro da Ciência Inovação, Carlos Moedas.

Nas últimas Eleições Europeias foi eleita pelo Partido Social Democrata, regressando ao Parlamento Europeu. Durante o seu anterior mandato enquanto eurodeputada (2009-2014), foi relatora do Programa Específico de Implementação do HORIZON 2020. Em 2011, recebeu o Prémio de melhor Eurodeputada na área da Ciência e Inovação.

Maria da Graça Carvalho recebeu o título de “Grande-Oficial da Ordem da Instrução Pública” pelo Presidente da República de Portugal. É membro da Chancelaria das Ordens de Mérito da República Portuguesa.

O novo Conselho de Administração do Instituto Francisco Sá Carneiro, eleito para um mandato de três anos, contará com três vice-Presidentes: João Montenegro, Lina Lopes e Nuno Matias. São ainda membros do Conselho de Administração: Maria do Céu Patrão Neves, Francisco Sousa Soares, Joaquim Maria Biancard Cruz, Gonçalo Saluce de Sampaio e Custódio Vale de Gato.

O novo Conselho de Administração foi eleito pelos membros do Conselho Geral do Instituto, que tem como presidente da Mesa Francisco Pinto Balsemão.

De acordo com os seus estatutos, o Instituto Francisco Sá Carneiro é uma associação sem fins lucrativos que tem como objetivos “a defesa e divulgação do ideal democrático e o estudo dos fenómenos culturais, sociais, económicos e políticos relativos a Portugal e à sua intervenção na comunidade internacional” e que organiza para o efeito grupos de estudo, conferências, seminários e ações de formação.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!