Luz UV não é um tratamento para a COVID-19

Luz ultravioleta ou UV não trata a COVID-19 e é considerada perigosa para o corpo humano. A Luz UV é muito eficaz na inativação de vírus, bactérias e outros patógenos humanos, e na desinfeção de equipamento médico, mascaras, ar e água.

0
Luz UV não é um tratamento para a COVID-19
Luz UV não é um tratamento para a COVID-19

“A luz UV, mais especificamente os germicidas UV ou UVC distante, pode ser muito eficaz na inativação de vírus, bactérias e outros patógenos humanos e, quando projetada e operada adequadamente pode ser usada com sucesso para desinfetar Equipamentos de Proteção Individuais (EPI), instrumentos cirúrgicos, ar e água”, esclareceu Jim Malley, especialista em luz ultravioleta e professor de engenharia civil e ambiental da Universidade de New Hampshire.

O especialista acrescentou: “No entanto, estamos a falar de ondas de luz em comprimentos de onda baixos que contêm muita energia e essa energia demonstrou em muitos estudos ser extremamente prejudicial aos tecidos humanos, em particular à pele e aos olhos”.

Alguns relatórios recentes indicam que quando explorado o uso de UVC distante, na faixa de comprimento de onda de 220 a 225 nm, pode ser menos prejudicial para os tecidos humanos, mas Jim Malley referiu que estes estudos são preliminares e feitos em laboratório, principalmente recorrendo a ratos, e precisam ser mais aprofundados para melhor determinar os impactos na saúde humana e forneçer uma compreensão mais completa de como e onde essa energia UVC distante é absorvida pelo organismo.

Até então, o especialista indicou “que a energia UV não é recomendada como tratamento para a COVID-19”.

“Em geral, métodos físicos ou químicos que são feitos para desinfetar ou matar organismos cujos componentes moleculares não são tão diferentes dos nossos devem ser tratados pelo público da mesma forma como venenos”, referiu Jim Malley.

O especialista que possui mais de 30 anos de experiência no uso de opções químicas e físicas, em particular da luz ultravioleta (UV), para desinfetar a água, ar e superfícies de bactérias, vírus e cistos de protozoários. Uma experiência que ajudou a orientar médicos da linha de frente e socorristas de várias cidades a procurar métodos mais eficaz de usar a luz UV para desinfetar máscaras N95 e equipamentos médicos.

A luz UV está a ser usada em hospitais e em ambulâncias para que os paramédicos possam higienizar as superfícies e as macas em movimento.

Para enviar uma sugestão, por favor faça ou .

Deixe um comentário

Ainda sem comentários!